Carro elétrico: como funciona e como carregar? - Exkalla
Carros elétricos como funciona e como carregar

Carro elétrico: como funciona e como carregar?

Os carros elétricos surgiram como uma alternativa para contemplar os deslocamentos feitos por veículos de uma maneira mais ecológica. Por tratar-se de uma inovação, é comum surgirem algumas dúvidas em relação ao carregamento e à sua utilização.

A seguir, conheça o carro elétrico e entenda como funciona, suas funcionalidades e características. 

O que são carros elétricos?

carro elétrico

Os carros elétricos são veículos que funcionam por meio de corrente elétrica, a partir de quatro componentes básicos: bateria, motor de indução, motor inversor e sistema de recuperação de energia.

Além disso, trata-se de uma alternativa sustentável, pois, diferentemente dos veículos normais, que funcionam com combustíveis fósseis (como carvão, petróleo e gás), não emitem gases poluentes na atmosfera.

Entretanto, apesar de todos os carros elétricos funcionarem por meio da eletricidade, alguns podem incluir uso de combustíveis em determinadas ações do veículo. 

Tipos de carros elétricos

EV é a sigla que faz parte da nomenclatura de todos os carros elétricos e significa Electric Vehicle, isto é, “veículo elétrico”, em português. Os carros elétricos são divididos por siglas e tipos. 

Conheça a seguir os três tipos de carros elétricos mais utilizados atualmente.

Carro elétrico tipo Plug-in Hybrid (PHEV)

carro elétrico

O Ford Explorer PHEV é um carro do tipo Plug-in Hybrid. Fonte: Electric Hunter

Esse tipo funciona tanto com eletricidade quanto com combustível, pode ser carregado em uma fonte e é ótimo para trajetos mais longos, pois dá maior flexibilidade de carga (elétrica ou não) ao condutor.

Carro elétrico tipo Hybrid Electric Vehicle (HEV)

carro elétrico

Primeiro carro híbrido da Honda no país. Fonte: Autoo

Esse tipo funciona prioritariamente por meio de combustível, mas também com energia elétrica. Entretanto, sua bateria só pode ser recarregada pelo sistema de recuperação de energia.

Carro elétrico tipo Plug-in Electric ou Battery Electric Vehicle (BEV)

carros elétricos

A Tesla é uma das marcas que têm investido bastante em carros Plug-in Electric. Fonte: Shire Business Group

Carros desse tipo funcionam de forma 100% elétrica, ou seja, apenas adquirem sua energia quando são carregados por meio das baterias.

Diferenças entre os carros elétricos

Diferenças entre carros elétricos

Carro elétrico, carro híbrido e carro híbrido plug-in: todos mais sustentáveis. Fonte: Mecânica Online

O processo de aceleração de um carro normal envolve quatro etapas:

  • Combustão, após a mistura do ar;
  • Produção da faísca que promove a explosão que gera o movimento do pistão;
  • Transformação do movimento vertical em rotacional;
  • Saída dos gases poluentes pelos canos.

O carro elétrico, por sua vez, passa por um processo muito mais limpo e sustentável. Basta que a corrente elétrica crie um campo magnético capaz de girar o rotor, que o eixo das rodas gira e pronto: o carro é acelerado. E o melhor: sem gases poluentes.

Enquanto o carro normal funciona por meio da combustão da gasolina e/ou do álcool, transformando calor em trabalho para gerar o movimento do veículo, o carro elétrico funciona com um motor elétrico, que utiliza energia química armazenada em baterias recarregáveis, mais tarde convertida em energia elétrica.

Como carregar um carro elétrico?

Carregando carro elétrico.

Carro elétrico em sua carga de energia. Fonte: Autoesporte | Globo

Carros elétricos pode ser totalmente carregados nas tomadas de casa. Podem ser tomadas aterradas de 110 volts, 220 volts (convencionais) ou por WallBox, um carregador de parede que normalmente carrega 80% da bateria entre 6 e 8 horas.

Com diversos tipos de demanda, algumas precisam de 20 horas para alcançar a carga máxima, enquanto outras precisam de até 8 horas para completar a bateria do veículo.

No Brasil, as tomadas residenciais são formadas por três pontos, pelo padrão NBR 5410, e recomenda-se que as instalações elétricas sigam determinadas padronizações para uso geral:

 

  • em 110 V, é preciso utilizar 10 amperes ou 20 amperes;
  • em 220 V, a capacidade de corrente é de apenas 20 amperes.

 

A porcentagem de carga carregada depende da quantidade de horas que o veículo ficará conectado na tomada, por isso, esse tempo depende da bateria do carro, normalmente equipados com baterias de 40 kWh e 60 kWh.

Carregadores públicos ou privados

Em postos de recarga, tanto públicos quanto privados, é possível recarregar os carros elétricos. Normalmente esses carregadores são bem rápidos, sendo capazes de realizar, em média, 80% da carga em uma hora, quase sempre gratuitamente.

Além disso, legalmente, é proibido cobrar qualquer tarifa ou taxa pelo uso de energia em locais públicos. As exceções são os shoppings e os estacionamentos, onde os clientes devem pagar o preço estipulado, mas não devem pagar pelo serviço de carga do veículo. 

Wallbox

O wallbox é um carregador de parede, também conhecido como posto de carregamento doméstico ou home-charger. Trata-se de um equipamento de uso doméstico que permite recarregar veículos elétricos por meio de corrente alternada.

O equipamento costuma realizar a carga de 80% da bateria entre 6 e 8 horas.

wallbox

Wallbox fixo na parede. Fonte: Wallbox.com

O wallbox recebe esse nome pois se parece com uma caixa (em português, o termo significa “caixa de parede”) e pode ser conectado em instalações elétricas de dois tipos: monofásicas ou trifásicas, ou seja, depende do modelo de carregador adquirido.

Usualmente, o wallbox é fixado à parede e em seguida é conectado diretamente a uma fonte de energia. Na maioria das vezes, o equipamento é entregue pelo próprio fabricante do carro elétrico.

Imóveis com estrutura para recarga de carros elétricos

Homem carregando carro elétrico.

Contar com a estrutura de carga para o carro elétrico em casa sugere garantia de praticidade a qualquer hora do dia. Fonte: BMW Tunísia

Nas casas, muitos proprietários têm utilizado o Sistema Solar Fotovoltaico para captar a energia necessária para recarregar seus carros elétricos. O processo é realizado por meio de placas de silício instaladas no telhado, que são capazes de captar os raios solares e transformá-los em energia elétrica.

Atualmente, existe uma nova tendência no mercado de imóveis, tanto nos apartamentos quanto nas salas comerciais, que são os projetos que abrigam uma estrutura para recarga de elétricos.

Em Santo André, mais precisamente no bairro Jardim, é possível encontrar dois empreendimentos da construtora e incorporadora Exkalla que contarão com essa novidade sustentável e muito funcional.

Garantindo inovação aliada à praticidade, o projeto do Piemonte conta com três vagas de garagem por apartamento, sendo uma delas estruturada exclusivamente para a instalação da tomada de recarga de carro elétrico. 

Piemonte

Apartamento residencial Piemonte, que contará com estrutura para recarga de carros elétricos na garagem. Fonte: Exkalla

Já no lançamento, previsto para 2021, o projeto do Aroeiras também disponibilizará três vagas por unidade, porém uma delas será uma vaga box, também com infraestrutura para instalação de ponto de recarga de carro elétrico.

Muita praticidade e conforto para a família, além da vantagem de contribuir com a sustentabilidade, fazendo o uso de energia limpa por meio do carro elétrico.

Quanto custa carregar um carro elétrico em casa?

Pensar nos carros elétricos e no seu método de carga pode ser curioso, afinal, trata-se de um carro plugado na tomada de casa durante algumas horas e, por isso, o custo da recarga também pode ser uma dúvida recorrente.

Entretanto, o cálculo é simples: basta multiplicar o número de watts (W), indicado no carregador do carro, pelo tempo em que o veículo esteve conectado à tomada. O resultado será o valor em quilowatt-hora (kWh).

Número de watts X Tempo de carga = Valor em quilowatt-hora (kWh)

Se o carro ficou carregando durante 8 horas em um carregador com potência de 2200 W, por exemplo, o gasto de energia foi de 17,6 kWh.

E atenção: é muito importante respeitar o limite de potência determinado na própria tomada para evitar acidentes provenientes de sobrecargas elétricas.

Agora que você sabe calcular o valor em quilowatt-hora, pode conhecer o preço do kWh, que é determinado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). A tarifa varia de estado para estado, sendo um pouco mais cara ao norte do país.

Inovação e sustentabilidade

Os carros elétricos surgiram como uma novidade por meio da inovação e dos esforços a favor da sustentabilidade, possibilitando a redução de gases poluentes na atmosfera. 

No Brasil, existem mais de 100 postos de recarga, e o objetivo é que esse número cresça ainda mais. Afinal, os postos de recarga de rua geralmente possuem carregadores muito rápidos e são muito práticos.

Logo, novos pontos de recarga surgiram e, com isso, a inovação expandiu-se para diversos âmbitos, como o mercado imobiliário. Assim, há cada vez mais incentivo e conforto para utilizar a novidade no dia a dia.

O que achou da novidade? Conte-nos nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.