Como começar a investir em imóveis: 7 dicas essenciais! - Exkalla
Como começar a investir em imóveis 7 dicas essenciais!

Como começar a investir em imóveis: 7 dicas essenciais!

O mercado imobiliário é tradicionalmente um setor em que se investe no Brasil e também no mundo, já que todos precisam ter onde morar, certo? Então, a procura pela compra e pelo aluguel de imóveis sempre existirá, e os investidores podem lucrar bastante com ela.

Muitas pessoas têm no setor, inclusive, uma das principais estratégias para alcançar ganhos significativos e viver da renda do aluguel. Você também quer aproveitar as vantagens desse mercado? O primeiro passo é saber como e com quem investir em imóveis.

Continue a leitura deste artigo e confira 7 dicas essenciais para dar os primeiros passos e investir com mais segurança neste setor!

1. Conhecer as opções de investimento em imóveis 

As possibilidades oferecidas pelo setor imobiliário já são muito conhecidas por quem investe nele. Muitos iniciantes, porém, ainda não têm a visão ampla do que o mercado proporciona. 

As alternativas são muitas e variadas. Entre elas estão:

  • Negociar terrenos;
  • Construir residências ou prédios comerciais;
  • Focar em empreendimentos novos e modernos;
  • Adquirir imóveis para reformar e vender;
  • Construir residências ou prédios comerciais próprios;
  • Comprar imóveis na planta;
  • Investir em fundos de Investimento Imobiliário (Flls);
  • Alugar residências, imóveis comerciais ou casas de temporada.

É importante que você conheça boa parte das possibilidades. Afinal, cada pessoa tem seus interesses. Além disso, também é preciso considerar as oportunidades mais promissoras na economia da região em que você pretende investir.

De qualquer forma, é necessário estudar o mercado e buscar identificar as possibilidades que ele oferece. Sem dúvida, você descobrirá que o setor imobiliário é muito mais dinâmico do que você pensava até aqui.

2. Considerar imóveis na planta

Considerar imóveis na planta

Uma das estratégias mais lucrativas para investir em imóveis é focar no segmento de empreendimentos na planta, pois as vantagens são muitas. Ao adquirir um imóvel dessa forma, por exemplo, é possível comprá-lo por preços competitivos.

Afinal, a construtora ainda está na fase de pré-construção e precisa arrecadar dinheiro para custear a obra. Logo, quem compra na planta normalmente paga um valor menor do que as pessoas que adquirem a casa ou o apartamento no momento da entrega.

Diante desse fato, está aí uma oportunidade única: comprar mais barato na planta e vender com valorização quando a construção estiver finalizada. Na verdade, pode-se dizer que o empreendimento valoriza antes mesmo da entrega.

Com as obras encaminhadas, é possível encontrar compradores interessados em adquirir o imóvel por um preço maior do que o que você pagou por ele na planta, claro. 

Geralmente, as pessoas buscam locais consolidados ou com boas perspectivas de valorização futura.

Adquirir imóveis novos, recém-entregues, também pode ser uma excelente opção para começar a investir em imóveis.

Encontre incorporadoras que aceitam taxa de antecipação, como a Exkalla, que oferece melhores condições para os investidores que antecipam as parcelas.

3. Avaliar a localização

Não há como investir em imóveis sem ficar atento à localização deles. Na verdade, ela é um dos aspectos centrais para garantir sua margem de lucro. A principal dica a ser dada quanto ao assunto é esta: analise com os olhos de investidor.

Lembre-se de que investir é diferente de comprar um local onde você vai morar. Como morador, você pode adorar a ideia de viver em um local mais afastado e tranquilo, com poucos vizinhos e distante das principais facilidades da região.

Mas, como investidor, será que essa é a melhor escolha para vender ou alugar um imóvel com boas chances de lucro? É sempre bom ter em mente quais são as regiões e os formatos de imóveis mais procurados na sua cidade.

Assim, você diminui o risco de demorar para vender ou alugar o imóvel. De modo geral, as pessoas procuram localizações seguras, próximas a serviços importantes (como farmácias, escolas, shoppings etc.) e com boa estrutura de transporte.

Tem dúvida? Pense e opte pelos bairros mais desejados, como a Vila Assunção, em Santo André, Moema, em São Paulo, o Centro, em São Bernardo, apenas para citar alguns.

4. Dar atenção ao acabamento

investir em imóveis significa atentar-se aos detalhes

Se você pensa em investir em imóveis novos ou mesmo na planta é muito interessante dar atenção especial ao acabamento. Muitas vezes, são detalhes que passam despercebidos na construção, mas que fazem toda a diferença no momento da venda.

Quem compra ou aluga um imóvel está procurando um local bonito e aconchegante para morar. Em prédios comerciais o acabamento tem ainda mais peso, já que, além de ser um local de trabalho, é também uma vitrine para os clientes.

Assim, apresentar beleza e conforto para os interessados faz com que você esteja à frente de outros investidores. Quem investe na construção ou na reforma de imóveis deve ter isso em mente. E quem investe em empreendimentos na planta pode dar preferência para projetos com bom acabamento.

5. Certificar-se da documentação

É preciso falar, também, da burocracia. Negociar um imóvel é bastante sério. Se algo estiver errado com a documentação, há grandes riscos de ter dor de cabeça e prejuízo futuramente. Portanto, é indispensável certificar-se de que tudo está correto.

Tenha muito cuidado ao avaliar os documentos. Cheque sempre a regularização do terreno, da obra ou do imóvel na prefeitura da cidade em que a propriedade está localizada, como o Registro de Incorporação (RI).

Sem determinados certificados e comprovantes, você não pode nem mesmo registrar a propriedade no seu nome.

6. Calcular a taxa de retorno do investimento

Investir em imóveis é avaliar a taxa de retorno do investimento

Você se lembra de que falamos sobre a importância de analisar o mercado imobiliário com olhos de investidor? Ao comprar ou alugar um empreendimento para morar, pode ser suficiente avaliar a beleza do local, o conforto e a localização.

Contudo, quando a compra é para investir, é sempre interessante calcular a taxa de retorno, ou seja, quanto o investimento pode lhe trazer de ganhos. Só assim é viável saber se o dinheiro a ser investido vale a pena em relação ao resultado.

Um dos aspectos centrais na taxa de retorno é o custo do imóvel, que está relacionado à forma como você paga por ele (financiado, por meio de consórcio, à vista etc.). Considere todos os custos (inclusive os juros e os impostos) e calcule o retorno possível de ser conquistado com o valor da venda ou do aluguel.

Ficou com dúvida? Pode ficar à vontade para conversar com um de nossos especialistas pelo WhatsApp.

7. Contar com o apoio de uma construtora especializada em lançamentos para investidores

Como você viu, são inúmeras as oportunidades no setor imobiliário, certo? Muitas vezes, não é fácil identificar empreendimentos e avaliar as características deles. Mas você não precisa rodar a cidade procurando investimentos interessantes.

É possível contar com as facilidades de uma construtora especializada em lançamentos para investidores, como a Exkalla. Nela, os investidores observam as opções de empreendimentos novos ou na planta em diferentes regiões e podem indicar as melhores oportunidades para o seu perfil.

Depois de ler as 7 dicas deste conteúdo, você certamente está mais preparado para ser um investidor bem-sucedido em imóveis. Caso tenha alguma dúvida, fique à vontade para nos perguntar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.